Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Seja saudável

por Médicos do Mundo, em 29.05.14

Acção de rua para divulgar o panfleto “Seja Saudável”, durante a qual houve distribuição de maçãs Porto, 
Maio de 2014 - Crédito fotos: Projecto Terceira (C)Idade 

 

 

Para assinalar a última sessão do Espaço TCI, dedicada à Alimentação e Nutrição, a equipa do projecto “Terceira (C)Idade” reuniu os conselhos alimentares saudáveis que foram transmitidos aos idosos num panfleto intitulado “Seja Saudável”.

 

Aproveitando o bom tempo e de forma a promover a actividade física, a equipa e os idosos do projecto saíram à rua para distribuir maçãs – símbolo da alimentação saudável – e divulgar o panfleto, sensibilizando os transeuntes para os comportamentos alimentares que fomentam um estilo de vida saudável.

 

Acção de rua para divulgar o panfleto “Seja Saudável”, durante a qual houve distribuição de maçãs Porto, 
Maio de 2014 - Crédito fotos: Projecto Terceira (C)Idade 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04

“Juntos Contra a Fome!”

por Médicos do Mundo, em 26.05.14

 

 

A Médicos do Mundo, enquanto observador consultivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), apoia a campanha “Juntos Contra a Fome!”, da iniciativa da CPLP e da FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations).

 

Esta campanha tem por missão erradicar a fome que afecta 28 milhões de pessoas nos países da CPLP, até 2025. Para isso, pretende angariar fundos que, a par com outras fontes de financiamento, vão permitir implementar projectos de curto e médio prazo de apoio às comunidades mais vulneráveis. Junte-se também a esta campanha e ajude a construir uma Comunidade livre da fome.

 

Para mais informações:

www.juntoscontraafome.cplp.org/

www.facebook.com/juntoscontraafome

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

“Há cada vez mais Europa no meu dia-a-dia!”

por Médicos do Mundo, em 24.05.14
Crédito foto: Arquivo MdM 

 

No dia 19 de Maio, o projecto “Terceira (C)Idade”, em colaboração com a Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN), na pessoa da Dra. Fátima Viega, desenvolveu uma sessão de sensibilização, sob o tema Há cada vez mais Europa no meu dia-a-dia!”, que teve como objectivo informar os idosos acerca da importância do exercício do direito de voto nas Eleições Europeias de 25 de Maio de 2014.

 

A maioria dos idosos não tem consciência do poder que o Parlamento Europeu tem, seja a definir a direcção política da Europa, seja a tomar decisões que afectam, directa ou indirectamente, as suas próprias vidas. O exercício do direito de voto nas eleições europeias representa a oportunidade de influir nas resoluções que serão adoptadas nos próximos cinco anos e que terão impacto no quotidiano de 500 milhões de europeus. Pode mesmo dizer-se que os eleitores terão maior poder do que nunca, visto que pela primeira vez os deputados eleitos irão decidir o novo líder da Comissão Europeia, órgão executivo da UE, que tem o poder de iniciativa legislativa e supervisiona a implementação das leis.

 

Durante a sessão de sensibilização, foram ainda dados a conhecer aos idosos, através de uma dinâmica lúdico-pedagógica, os candidatos aos 21 eurodeputados que Portugal elegerá, assim como outras informações importantes relativas ao processo de eleição. Houve também lugar a um debate livre sobre o tema. 

 

O objectivo primordial desta acção foi, sem dúvida, promover a cidadania e a inclusão social, nomeadamente através do apelo à participação cívica. Só assim será possível umaEuropa mais justa, mais equitativa, mais tolerante, mais humanista, mais inclusiva!

 

Esta iniciativa do projecto “Terceira (C)Idade” reflecte, aliás, aquela que foi a preocupação das próprias instituições europeias em sensibilizar os cidadãos para a importância deste acto eleitoral, através da campanha “Agir, Reagir, Decidir”. No próximo Domingo, a Médicos do Mundo junta-se a essa campanha, dando voz ao seu mote: “Exerça o seu poder! Escolha quem decide na Europa!”

 

Para mais informações sobre as Eleições Europeias de 2014:

 

http://www.elections2014.eu/pt

 

http://www.europeias2014.com/

 

 

Crédito fotos: Arquivo MdM 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:56

Canções da nossa História

por Médicos do Mundo, em 15.05.14

“Ó Rosa, arredonda a saia. Ó Rosa, arredonda-a bem! Ó Rosa, arredonda a saia, olha a roda que ela tem!” – foi ao som desta e de outras canções que se realizou, no dia 28 de Abril, a segunda iniciativa dos Encontros Ribeirinhos, intitulada “Canções da nossa História”, no Auditório da Fundação para o Desenvolvimento da Zona Histórica do Porto.

 

O projecto Encontros Ribeirinhos, de carácter cultural, é uma parceria entre a Médicos do Mundo e a contadora de histórias Mariana Machado, integrada no plano de actividades do projecto “Terceira (C)Idade”. Tem como objectivo promover a comunicação intergeracional, através da recolha e partilha do arquivo imaterial da cultura e tradição portuguesa, como contos, cantigas, adivinhas da tradição oral, quadras, trava-línguas, lendas, ditos populares, etc.

 

“As músicas contam histórias, lembram histórias e inspiram-nos a viver com mais alegria e a fazer a nossa história!". Foi em torno desta ideia que se realizou este segundo encontro, para o qual foram convidadas duas instituições da rede local – SAOM (Serviços de Assistência Organizações de Maria) e o Centro Social e Paroquial de São Nicolau – que trouxeram os seus utentes e participaram activamente na dinâmica. 

 

A propósito do Dia Mundial do Riso, cuja data se aproximava (4 de Maio), os cerca de 40 participantes encerraram o encontro com uma gargalhada geral, contagiante e, decididamente, terapêutica.

 

Crédito das fotos: Arquivo MdM

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:16

Dia Mundial da Saúde

por Médicos do Mundo, em 14.05.14

“Jogo da Saúde” dinamizado no Dia Mundial da Saúde

Crédito foto: Projecto “Terceira (C)Idade” (Porto)

 

Foi com o “Jogo da Saúde” que o projecto “Terceira (C)Idade” (Porto) comemorou o Dia Mundial da Saúde (7 de Abril) no Espaço TCI.

 

O jogo, preparado previamente pela equipa da Médicos do Mundo, colocou aos idosos vários desafios nas áreas da Nutrição, Reabilitação, Psicologia e Enfermagem, ao longo de um circuito desenhado e numerado no chão, em que a cada número correspondia um desafio a escolher pelo jogador, após o lançamento do dado.

 

Além de reforçar os conhecimentos relacionados com a saúde já adquiridos pelos idosos ao longo do projecto, este jogo teve também como objectivo a estimulação física e cognitiva. Ao longo da sessão foram ainda desmitificadas algumas ideias e debatidas questões relacionadas com a saúde.

 

“Jogo da Saúde” dinamizado no Dia Mundial da Saúde

Crédito fotos: Projecto “Terceira (C)Idade” (Porto)

 

Em Lisboa, o projecto “Saúde Móvel” também assinalou o Dia Mundial da Saúde, distribuindo, durante a semana de 7 a 11 de Abril, produtos de higiene que haviam sido doados, num total de 100 kits. Cada kit incluía sabão, champô, lâmina de barbear, escova de dentes, toalhitas e um folheto com informação sobre os locais públicos para higiene pessoal.

 

Uma vez que se trata de bens básicos essenciais à saúde, o projecto “Saúde Móvel” decidiu associá-los a este dia, respondendo, ao mesmo tempo, às muitas solicitações deste tipo de produto que recebe durante todo o ano.

 

 

Kits de higiene distribuídos no Dia Mundial da Saúde

Crédito foto: Projecto “Saúde Móvel” (Lisboa)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41

É com muito prazer que anunciamos o espectáculo “Fado por um Sorriso”, promovido pelo Vitória Clube de Lisboa com o apoio da Junta de Freguesia do Beato, que terá lugar no dia 1 de Junho, às 21h30, no Convento do Beato, e cuja receita reverterá a favor da Médicos do Mundo.

 

Este evento solidário, que contribuirá para a continuidade da intervenção da Médicos do Mundo junto dos idosos do Bairro da Picheleira, contará com as grandes vozes do fado Anita Guerreiro, Artur Batalha, Cláudia Leal, Fábia Rebordão, Filipa Cardoso, Gonçalo Salgueiro, Jorge Fernando, Lenita Gentil, Luís Almada, Luís de Matos, Marco Rodrigues, Marina Mota, Ricardo Ribeiro, Vera Monteiro e outros nomes consagrados do fado. O acompanhamento musical ficará a cargo dos músicos Gustavo Roriz, Ivan Cardoso, Jorge Fernando, Miguel Ramos e Sandro Costa.
 
Esta iniciativa enquadra-se nas actividades da Academia do Fado do Vitória Clube de Lisboa, que, além das aulas semanais onde se pode aprender ou aperfeiçoar as técnicas vocais, organiza mensalmente noites de fado, abrilhantadas por alunos da Academia e diversos convidados, reunidos no objectivo comum de promover o fado enquanto Património Oral e Imaterial da Humanidade.

 

Desde já a Médicos do Mundo agradece a todos os artistas que voluntariamente se disponibilizaram a participar neste espectáculo de fado solidário, bem como ao Vitória Clube de Lisboa e à Junta de Freguesia do Beato, por abraçarem a nossa causa e contribuírem para que possamos continuar a levar um sorriso aos que dependem de nós para terem acesso a cuidados de saúde.

 

Participe nesta festa do fado. Adquira já os seus bilhetes (€10/pessoa) na sede do Vitória Clube de Lisboa ou através de transferência bancária para o NIB 001900070020000015954 (deve enviar o respectivo comprovativo para vitoriaclubelisboa@gmail.com e levantar os bilhetes na sede do VCL ou no dia do espectáculo, no Convento do Beato).

Para mais informações:

 

Vitória Clube de Lisboa

Rua Silveira Peixoto (Olaias)

Tel. 218 484 801

 

vitoriaclubelisboa@gmail.com

www.vcl.pt

 

Médicos do Mundo

Tel.: +351 213 619 520 / 21

Mail: mdmp-lisboa@medicosdomundo.pt

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:31

A anteceder as eleições europeias de 2014, a Médicos do Mundo apresentou no dia 13 de Maio, em Madrid, o seu relatório sobre o acesso dos mais desfavorecidos a cuidados de saúde na Europa em tempo de crise, o qual demonstra que as grávidas e as crianças são o sector da população mais afectado. Há mulheres a suportarem todos os custos com cuidados pré-natais e parto e crianças sem acesso à saúde, sobretudo vacinação. A organização aproveitou para apelar aos governos e instituições europeias que assegurem a universalidade, solidariedade, justiça e abertura dos sistemas de saúde nacionais a todos os que vivem na UE. 

 

No seu relatório, a rede internacional da Médicos do Mundo apresenta dados-chave de 2013, reunidos a partir de 29.400 consultas realizadas em alguns dos seus centros e clínicas de cuidados de saúde por toda a Europa (em 25 cidades de oito países: Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Grécia, Países Baixos, Reino Unido e Suíça): 

 

Dois terços das mulheres grávidas não receberam quaisquer cuidados pré-natais antes de acederem aos centros MdM. Entre aquelas que tiveram acesso a cuidados pré-natais, 43% foram observadas muito mais tarde do que o recomendado.

 

. Na melhor das hipóteses, apenas uma em cada duas crianças foi vacinada contra o tétano, hepatite B, sarampo ou tosse convulsa. Em alguns países, esta taxa ficou abaixo dos 30% - bastante abaixo da taxa de cobertura da população em geral, a qual é de cerca de 90%.

 

A crise económica e as medidas de austeridade tomadas pelos governos estão a ter efeitos graves e duradouros na saúde das pessoas. Os migrantes indocumentados, os requerentes de asilo, os utilizadores de drogas, os trabalhadores do sexo, os pobres e os mais desfavorecidos – grupos já muito vulneráveis antes da crise – estão a ser duramente atingidos pela redução, ou até pela anulação total, dos sistemas e redes que lhes proporcionavam a assistência essencial.

 

Em Espanha, por exemplo, o Decreto-lei Real de 16/2012 impede o acesso dos migrantes adultos indocumentados ao sistema, mas defende que grávidas e crianças devem continuar a ter acesso incondicional a cuidados de saúde. No entanto, as equipas da MdM Espanha registaram muitos casos de mulheres grávidas e crianças com barreiras a estes cuidados.

 

A somar à crescente precariedade da saúde dos doentes mais desfavorecidos, alguns partidos políticos estão a transformar os mais pobres em bodes expiatórios da crise. A MdM tem testemunhado também um aumento da xenofobia, resultando em cada vez mais casos de violência e crimes de ódio.

 

Estas desigualdades estão a destruir a fundação social da solidariedade na Europa e devem ser revertidas. A Médicos do Mundo apela para que os sistemas de saúde nacionais sejam universais, baseados na solidariedade e justiça, e abertos a todos os que vivem na UE. É indispensável que todas as crianças e grávidas vejam assegurado o imediato acesso a cuidados de saúde em toda a Europa.

 

Leia aqui o relatório na íntegra.

 

. Assista aos nossos vídeos sobre o acesso a cuidados de saúde na Europa:

 

United Kingdom

Germany

Greece

 

Crédito foto: MdM Greece Giorgos Moutafis

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:44

Em São Tomé e Príncipe, a elevada taxa de gravidez precoce contribui para o atraso no desenvolvimento do país, ao comprometer o futuro das gerações mais novas e perpetuar muitas vezes o ciclo de pobreza, sendo por isso um problema de todos. Esta é uma das mensagens centrais do spot produzido no âmbito do projecto “Saber é Poder”, que está neste momento a ser transmitido diariamente na televisão e rádio nacionais santomenses. 

 

O projecto “Saber é Poder” é um projecto da Médicos do Mundo em São Tomé e Príncipe, financiada pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e pela Comissão Europeia, que actua na área da Saúde Sexual e Reprodutiva com o objectivo de reduzir a elevada incidência de gravidez na adolescência que ainda prevalece naquele país. 

 

spot aponta respostas para a redução da gravidez precoce, evidenciando as diversas valências do projecto. “Saber é Poder” trabalha com jovens dentro e fora das escolas, nos Centros de Interacção Jovem; actua nas comunidades dos 6 distritos de São Tomé através de acções deInformação, Educação e Comunicação para a Saúde e da realização de rastreios diversos e forma técnicos de saúde do Programa Materno-Infantil que trabalham nos centros e postos de saúde. Mas o melhor é mesmo ver! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:17

Foto da semana

por Médicos do Mundo, em 06.05.14

"Vacinação?" – Uma palavra estranha para a maioria das crianças na Papua Nova Guiné. Esta é uma das razões por que este pequeno país no Oceano Pacífico tem a taxa de mortalidade infantil mais alta do mundo. A Médicos do Mundo (delegação holandesa) apoia e expande o plano de vacinação local. O Coordenador do programa, Sigrid Leszke, está confiante: "As autoridades vêem o nosso trabalho como um projecto-piloto, a que podem dar continuidade no futuro."

 

Crédito foto: © Natascha Petersen

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40


Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D