Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Oportunidade para colaborar com MdM em Timor-Leste

por Médicos do Mundo, em 22.02.12

 

Médicos do Mundo recruta... 

 

               Coordenador de Projecto e de País                  

 

 

TERMOS DE REFERÊNCIA

 

Perfil do Posto

 

 

Designação do Posto: Coordenador de Projecto “Comunidade Saudável” e de país.

 

Localização do Posto: Timor-Leste, residente no Distrito de Lautem e Viqueque (de acordo com as necessidades da intervenção), com possibilidade de actuar em todo o espaço geográficoem que MdM tenha projectos a decorrer.

 

Tempo de duração do Posto: duração do projecto.

 

Relações Hierárquicas: o colaborador responderá directamente perante o Desk e Director de Ajuda Humanitária.

 

Descrição das funções do Posto: o coordenador de projecto e de país irá exercer as suas funções no âmbito do projecto “Comunidade Saudável”.

 

É sua responsabilidade a gestão de todas as actividades do projecto, assegurar a conformidade dos objectivos e resultados esperados, de acordo com a proposta apresentada, assegurar o acordo com as regras e procedimentos dos financiadores e assegurar a qualidade da implementação do projecto.

 

Tem como funções específicas:

  • Suporte no planeamento e monitorização do programa SISCa (Sistema Integrado de Saúde Comunitária) a nível nacional e distrital, em coordenação com as Autoridades distritais e nacionais de saúde;
  • Apoio técnico às Autoridades Locais e Organizações Comunitárias de Base na coordenação, gestão, supervisão e logística do SISCa nos Distritos de Lautem e Viqueque;
  • Preparar e ministrar as acções de formação, em conjunto com parceiros e equipa, dirigidas às Autoridades locais e Organizações Comunitárias de Base de Lautem e Viqueque, de acordo com as necessidades formativas identificadas;
  • Acompanhar os técnicos de saúde no planeamento, preparação e execução das actividades de saúde, nomeadamente o suporte ao Programa Alargado de Imunização e vigilância e apoio nutricional nos Distritos de Lautem e Viqueque;
  • Acompanhamento das reuniões técnicas realizadas pelo Ministério da Saúde e seus grupos de trabalho, ao nível da implementação do SISCa;
  • Identificação e mobilização de parceiros institucionais e de organizações não governamentais locais, religiosas e comunitárias que possam ser parceiros dos projectos de MDM em Timor-leste;
  • Estabelecimento de contactos institucionais e coordenação com os diferentes actores a intervir no país;
  • Estabelecer a ligação com todos parceiros do projecto assim como outros actores importantes para a implementação do mesmo, de salientar a articulação próxima com os Serviços Distritais de Saúde;
  • Representação MdM junto das autoridades de Saúde, Administrativas, Religiosas e Comunitárias;
  • Elaborar os planos de trabalho mensais, semestrais e anuais e monitorar a sua implementação;
  • Efectuar o plano orçamental e assegurar a execução dos gastos apropriados, de acordo com os requisitos dos financiadores e de MdM
  • Assegurar uma gestão administrativa e logística transparente e eficiente, de acordo com os procedimentos de MdM e dos financiadores;
  • Desenhar o Sistema de informação do Projecto em conjunto com a equipa do projecto e assegurar que os procedimentos de informação são cumpridos dentro dos prazos estabelecidos e de forma precisa;
  • Assegurar o cumprimento das directrizes de comunicação dos financiadores e MdM (logótipos, materiais de visibilidade, Boletim de Noticias MdM);
  • Assegurar que todas as aquisições e fornecimentos realizados no âmbito do projecto estão de acordo com as normas e standards de MdM e dos financiadores;
  • Elaborar os relatórios descritivos e financeiros mensais requeridos por MdM;
  • Elaborar os relatórios anuais descritivos e financeiros requeridos pelos financiadores;
  • Avaliação das actividades desenvolvidas e assegurar o uso eficiente dos recursos;
  • Gestão de recursos humanos incluindo o recrutamento do pessoal local de acordo com os procedimentos internos de MdM;
  • Planear e providenciar formação contínua aos técnicos do projecto
  • Procurar activamente novos co-financiamentos;
  • Identificar potenciais novos projectos, proceder ao diagnostico e propor novas propostas de projectos relacionados com a saúde materno-infantil;
  • Assegurar a representação da Associação no país.

 

 

Competências e conhecimentos requeridos: 

 

Liderança – capacidade comprovada de supervisão e liderança técnica. Capacidade de manter relações de trabalho efectivas, quer como membro de uma equipa e como líder de uma equipa.

Planificação e organização – Capacidade para organizar, planificar e implementar tarefas, lidar com várias exigências em simultâneo e trabalhar com prazos.

Trabalho de equipa -  Fortes capacidades interpessoais e capacidade de estabelecer e manter uma efectiva parceria e relações de trabalho com pessoas multiculturais e ambientes multi-etnicos com sensibilidade e respeito pela diversidade.

Comunicações – Forte capacidade de comunicação (falada e escrita), incluindo a capacidade de aconselhar e formar utilizadores de sistemas/aplicações complexas e eficazmente preparar especificações e outros relatórios escritos e outra documentação de uma forma clara e concisa.

Resolução de problemas – Boas capacidades analíticas e de resolução de problemas e capacidade para lidar com vários assuntos associados.

Compromisso com formação continua – Disponibilidade para se manter actualizado em novos desenvolvimentos nas áreas de intervenção (VIH/SIDA) e contexto (Desenvolvimento, gestão de projectos).

Conhecimentos tecnológicos – aptidões sólidas no uso de computadores, incluindo competências no processamento de texto e folhas de cálculo. Profissionalismo – Reconhecidos conhecimentos e exposição a assuntos chave incluindo dimensões politica, sociais e económicas. 

Formação Académica

Licenciatura em Gestão, Economia, Saúde, Ciências Socais e Humanos ou com experiência comprovada em funções similares.

 

Experiência profissional

Pelo menos 2 anos de experiência e responsabilidade na área da gestão de projectos dos quais pelo menos 1 ano em actividades humanitárias ou desenvolvimento.

 

Conhecimento do funcionamento de financiadores internacionais, assim como do processo de elaboração, negociação e financiamento de projectos.

 

Línguas:

Domínio do português e fluente em inglês.

 

 

Envio de currículo e carta de motivação até 11 de Março de 2012, para florbelacordeiro@medicosdomundo.pt  e

maria.sacchetti@medicosdomundo.pt

 

  

Informamos que só responderemos às candidaturas que forem seleccionadas para entrevista. As entrevistas serão presenciais e realizadas na sede de MdM,  em Lisboa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:33



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D