Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Oportunidade para colaborar com MdM em Timor-Leste

por Médicos do Mundo, em 22.02.12

 

Médicos do Mundo recruta... 

 

               Coordenador de Projecto e de País                  

 

 

TERMOS DE REFERÊNCIA

 

Perfil do Posto

 

 

Designação do Posto: Coordenador de Projecto “Comunidade Saudável” e de país.

 

Localização do Posto: Timor-Leste, residente no Distrito de Lautem e Viqueque (de acordo com as necessidades da intervenção), com possibilidade de actuar em todo o espaço geográficoem que MdM tenha projectos a decorrer.

 

Tempo de duração do Posto: duração do projecto.

 

Relações Hierárquicas: o colaborador responderá directamente perante o Desk e Director de Ajuda Humanitária.

 

Descrição das funções do Posto: o coordenador de projecto e de país irá exercer as suas funções no âmbito do projecto “Comunidade Saudável”.

 

É sua responsabilidade a gestão de todas as actividades do projecto, assegurar a conformidade dos objectivos e resultados esperados, de acordo com a proposta apresentada, assegurar o acordo com as regras e procedimentos dos financiadores e assegurar a qualidade da implementação do projecto.

 

Tem como funções específicas:

  • Suporte no planeamento e monitorização do programa SISCa (Sistema Integrado de Saúde Comunitária) a nível nacional e distrital, em coordenação com as Autoridades distritais e nacionais de saúde;
  • Apoio técnico às Autoridades Locais e Organizações Comunitárias de Base na coordenação, gestão, supervisão e logística do SISCa nos Distritos de Lautem e Viqueque;
  • Preparar e ministrar as acções de formação, em conjunto com parceiros e equipa, dirigidas às Autoridades locais e Organizações Comunitárias de Base de Lautem e Viqueque, de acordo com as necessidades formativas identificadas;
  • Acompanhar os técnicos de saúde no planeamento, preparação e execução das actividades de saúde, nomeadamente o suporte ao Programa Alargado de Imunização e vigilância e apoio nutricional nos Distritos de Lautem e Viqueque;
  • Acompanhamento das reuniões técnicas realizadas pelo Ministério da Saúde e seus grupos de trabalho, ao nível da implementação do SISCa;
  • Identificação e mobilização de parceiros institucionais e de organizações não governamentais locais, religiosas e comunitárias que possam ser parceiros dos projectos de MDM em Timor-leste;
  • Estabelecimento de contactos institucionais e coordenação com os diferentes actores a intervir no país;
  • Estabelecer a ligação com todos parceiros do projecto assim como outros actores importantes para a implementação do mesmo, de salientar a articulação próxima com os Serviços Distritais de Saúde;
  • Representação MdM junto das autoridades de Saúde, Administrativas, Religiosas e Comunitárias;
  • Elaborar os planos de trabalho mensais, semestrais e anuais e monitorar a sua implementação;
  • Efectuar o plano orçamental e assegurar a execução dos gastos apropriados, de acordo com os requisitos dos financiadores e de MdM
  • Assegurar uma gestão administrativa e logística transparente e eficiente, de acordo com os procedimentos de MdM e dos financiadores;
  • Desenhar o Sistema de informação do Projecto em conjunto com a equipa do projecto e assegurar que os procedimentos de informação são cumpridos dentro dos prazos estabelecidos e de forma precisa;
  • Assegurar o cumprimento das directrizes de comunicação dos financiadores e MdM (logótipos, materiais de visibilidade, Boletim de Noticias MdM);
  • Assegurar que todas as aquisições e fornecimentos realizados no âmbito do projecto estão de acordo com as normas e standards de MdM e dos financiadores;
  • Elaborar os relatórios descritivos e financeiros mensais requeridos por MdM;
  • Elaborar os relatórios anuais descritivos e financeiros requeridos pelos financiadores;
  • Avaliação das actividades desenvolvidas e assegurar o uso eficiente dos recursos;
  • Gestão de recursos humanos incluindo o recrutamento do pessoal local de acordo com os procedimentos internos de MdM;
  • Planear e providenciar formação contínua aos técnicos do projecto
  • Procurar activamente novos co-financiamentos;
  • Identificar potenciais novos projectos, proceder ao diagnostico e propor novas propostas de projectos relacionados com a saúde materno-infantil;
  • Assegurar a representação da Associação no país.

 

 

Competências e conhecimentos requeridos: 

 

Liderança – capacidade comprovada de supervisão e liderança técnica. Capacidade de manter relações de trabalho efectivas, quer como membro de uma equipa e como líder de uma equipa.

Planificação e organização – Capacidade para organizar, planificar e implementar tarefas, lidar com várias exigências em simultâneo e trabalhar com prazos.

Trabalho de equipa -  Fortes capacidades interpessoais e capacidade de estabelecer e manter uma efectiva parceria e relações de trabalho com pessoas multiculturais e ambientes multi-etnicos com sensibilidade e respeito pela diversidade.

Comunicações – Forte capacidade de comunicação (falada e escrita), incluindo a capacidade de aconselhar e formar utilizadores de sistemas/aplicações complexas e eficazmente preparar especificações e outros relatórios escritos e outra documentação de uma forma clara e concisa.

Resolução de problemas – Boas capacidades analíticas e de resolução de problemas e capacidade para lidar com vários assuntos associados.

Compromisso com formação continua – Disponibilidade para se manter actualizado em novos desenvolvimentos nas áreas de intervenção (VIH/SIDA) e contexto (Desenvolvimento, gestão de projectos).

Conhecimentos tecnológicos – aptidões sólidas no uso de computadores, incluindo competências no processamento de texto e folhas de cálculo. Profissionalismo – Reconhecidos conhecimentos e exposição a assuntos chave incluindo dimensões politica, sociais e económicas. 

Formação Académica

Licenciatura em Gestão, Economia, Saúde, Ciências Socais e Humanos ou com experiência comprovada em funções similares.

 

Experiência profissional

Pelo menos 2 anos de experiência e responsabilidade na área da gestão de projectos dos quais pelo menos 1 ano em actividades humanitárias ou desenvolvimento.

 

Conhecimento do funcionamento de financiadores internacionais, assim como do processo de elaboração, negociação e financiamento de projectos.

 

Línguas:

Domínio do português e fluente em inglês.

 

 

Envio de currículo e carta de motivação até 11 de Março de 2012, para florbelacordeiro@medicosdomundo.pt  e

maria.sacchetti@medicosdomundo.pt

 

  

Informamos que só responderemos às candidaturas que forem seleccionadas para entrevista. As entrevistas serão presenciais e realizadas na sede de MdM,  em Lisboa. 

publicado às 16:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D